5 tecnologias que vão ajudar seu negócio a vender mais na Black Friday

Você já preparou seu e-commerce para a Black Friday? Se você não sabe por onde começar, siga as nossas dicas para vender mais na Black Friday.

Clientes e lojistas passam o ano pensando na Black Friday. Os clientes ficam de olho nos preços. Por outro lado, os lojistas têm muito trabalho até que chegue o tão aguardado dia.

A preparação para a Black Friday deve fazer parte do planejamento estratégico do seu negócio. Assim, é preciso estar atento a questões como estoque, logísticas, estratégias de marketing e muito mais!

São tantos detalhes que nesta hora devemos utilizar a tecnologia a nosso favor. Diante disso, neste artigo, vamos apresentar 5 tecnologias para seu negócio que vão te ajudar a vender mais na Black Friday.

Sendo assim, você vai ver como tecnologias como: infraestrutura do site, SEO, Logística, estoque e chatbots.

Ou seja, aplicando essas tecnologias ao seu e-commerce, você vai aumentar as suas vendas na Black Friday. Confira!

Você pode gostar de ler também:

> Vender parcelado: descubra se vale a pena para seu negócio

> Como vender na Black Friday: 5 dicas rápidas para seu negócio lucrar mais!

> Cyber Monday: o que é, quando cai e como aproveitar a data para vender ainda mais!

Preparando seu e-commerce para a Black Friday:

Os lojistas se preparam, ou deveriam, se preparar para a Black Friday com antecedência.

Por isso, se você tem uma loja online e quer ter sucesso na data, prepare-se! 

Mais do que investir em marketing, é importante ter atenção para a infraestrutura de tecnologia do seu e-commerce.

1. Infraestrutura do site:

Durante a Black Friday seu site vai receber uma quantidade de visitas bem maior do que o normal. Por isso, ele precisa estar preparado para receber esse fluxo.

Sendo assim, você precisa analisar o nível de experiência do usuário no seu site, bem como a segurança e as tecnologias usadas nele.

Tecnologias e ferramentas:

Verifique a disponibilidade e escalabilidade do site. Ou seja, a  capacidade do site se manter ativo e com qualidade mesmo com o grande fluxo de visitas.

Segurança:

Na Black Friday, assim como aumenta o número de visitantes e compras no site, também aumentam os número de fraudes. 

Sendo assim, seu site precisa ter um sistema antifraude, como uma plataforma que oferece soluções de pagamento.

Experiência do usuário:

A experiência do usuário está relacionada à forma como os clientes interagem com o seu site. 

Por isso, ele precisa ser simples, amigável e fácil de navegar.

Desta forma, escolha um layout que seja intuitivo, fácil de navegar e organizado. 

Também se preocupe com a responsividade do e-commerce. Isto é, seu site precisa se adaptar às diferentes plataformas que os usuários utilizam para navegar.

Em resumo, seu site deve ter um design agradável e se adaptar aos diversos formatos de tela. Além disso, oferecer uma experiência agradável de navegação.

2. SEO :

A cada ano aumenta as expectativas dos consumidores em relação à Black Friday. 

Da mesma forma, os lojistas se preparam com cada vez mais antecedência e investem esforços para aumentar as vendas nesta data.

Diante desse cenário, a concorrência pela atenção do cliente fica mais acirrada. Portanto, é preciso usar estratégias para ser visto e assim aumentar as vendas.

Uma dessas estratégias é o SEO (Search Engine Optimization). Deste modo, essa estratégia consiste em otimizar os conteúdos gerados no seu e-commerce para seus clientes potenciais. 

Com isso, seu conteúdo pode ter um bom posicionamento no Google, o principal mecanismo de busca.

Então, estar bem posicionado pode ser determinante para que seu e-commerce tenha sucesso ou prejuízo.

Uma estratégia de SEO eficaz oferece como vantagens:

  • Aumento do tráfego orgânico qualificado para o e-commerce. Ou seja, as pessoas que vão visitar seu site realmente estão interessadas em seu produto e dispostas a comprá-lo;
  • Contribui para uma experiência de comprar melhorada para os seus clientes;
  • Reduz custos com tráfego pago.

3. Software de gestão de estoque:

Não adianta ter um bom site, produzir bons conteúdos e tê-los bem posicionados no Google e falhar no estoque.

Se você já tem histórico de Black Friday, analise-o para planejar o estoque para a próxima data.

Também é preciso verificar se os fornecedores terão disponibilidade de te atender mantendo o prazo e a qualidade.

Uma boa prática é utilizar uma plataforma de gestão de estoque  integrada a um ERP em seu e-commerce. 

Desta forma, quando um produto acabar no seu estoque essa informação é atualizada automaticamente no site. 

Portanto, evita que o cliente compre um produto que não está mais disponível.

4. Logística:

Na Black Friday, além de sites sobrecarregados, a logística pode apresentar problemas. E para evitá-los é preciso um bom planejamento. 

Assim, verifique todas as etapas da logística, o que inclui seus fornecedores e parceiros. 

E-book

Confirme que eles terão disponibilidade de atender a sua demanda, mantendo a qualidade do serviço.

E para tornar o processo mais rápido, você pode adotar um sistema de logística integrado ao seu e-commerce. 

Isso garantirá a manutenção das vendas e maior controle de entregas, assim como do estoque.

5. Chatbots:

Chatbots (robôs de chat) é um das aplicações da inteligência artificial que podem contribuir para agilizar o atendimento do seu e-commerce.

Através dos chatbots, é possível automatizar a comunicação com o cliente. Assim, se o chatbot for bem utilizado, pode contribuir para agilizar o atendimento no seu e-commerce.

Usar chatbots traz grande vantagem competitiva. Os clientes desejam ser atendidos o mais rápido possível. Ou seja, se o atendimento demorar, eles desistem e você perde a venda.

Assim, quanto mais rápido e com qualidade for o atendimento, maiores são as chances de conquistar o cliente. 

Lembre-se que na Black Friday, o seu fluxo de atendimento vai aumentar. Portanto, os chatbots podem ser a maneira mais barata de resolver essa questão para você.

A velocidade no atendimento também é crucial para casos de reclamação ou outros problemas com o produto ou a venda. Por isso, vale investir nessa tecnologia.

Agora que você viu como usar a tecnologia para vender mais na Black Friday, vamos te apresentar algumas dicas bônus.

Continue lendo para saber mais.

Dicas bônus para vender mais na Black Friday

Já que a data pede uma preparação anterior, é preciso negociar com fornecedores, definir e executar estratégias de comunicação e marketing. 

Além disso, é preciso preparar o estoque para a data. Mesmo com tudo isso organizado, outros fatores podem comprometer as suas vendas.

Assim, em se tratando de e-commerces, é preciso pensar em segurança contra ataques e fraudes.

Fraudes:

As fraudes são compras que parecem legítimas, no entanto, são feitas com cartões clonados.

Mas quando o titular do cartão identifica a compra, entra com um pedido de chargeback ou estorno do valor. 

Assim, para compensar a perda do produto e do dinheiro, são necessárias pelo menos mais 5 vendas.

No entanto, as fraudes são comuns no e-commerce. Porém seu e-commerce é saudável se a taxa de fraude nele é de 1%.

Sendo assim, a melhor forma de evitar as fraudes é se prevenindo. Portanto, você deve adotar um sistema antifraude ou sistema de pagamentos para barrar transações legítimas

Se você ainda faz tudo no manual, pode verificar alguns itens  para garantir a legitimidade da compra:

  • O endereço de entrega:
  • Endereço de e-mail;
  • Nome do comprador
  • Valor da compra:

Depois de verificar esses dados, confirme se batem com o perfil do cliente.

Existem outros tipos de fraude, consideradas tecnológicas. Confira mais sobre elas abaixo.

Tipos de fraude tecnológicas:

Sequestro de estoque:

O sequestro de estoque acontece quando lojas compram do concorrente através de boleto. 

E como o boleto até 72 horas (3 dias) para compensar, o estoque fica bloqueado para outras vendas. 

No entanto, ao final do prazo de compensação, o valor não entra e o produto fica encalhado.

Ou seja, toda a ação é feita visando prejudicar suas vendas durante a Black Friday e outras datas importantes. 

Fraude de boleto:

Outra fraude comum em e-commerces é a fraude do boleto. Neste caso, a fraude ocorre com clientes que escolhem essa opção de pagamento.

Ao efetuar uma compra através de boleto, o cliente pode pagar de duas formas:

  • Digitando a linha numerada;
  • Escaneando o código de barras

Porém há casos em que o computador do cliente está infectado com vírus, conhecido como Bolware. 

Assim, esse vírus consegue alterar o código de barras no momento em que o boleto é gerado. 

Portanto, o vírus adultera o valor original do boleto, assim como a entidade que vai receber o pagamento.

Como consequência, a loja não recebe o pagamento, nem o cliente recebe o produto. Ou seja, ambos ficam prejudicados.

Apesar de ataques e fraudes, é possível evitá-los. Para isso, você pode recorrer à tecnologia, utilizando softwares ou plataformas que possam blindar seu site contra isso.

Logo, se você deseja vender mais na Black Friday e evitar ataques e fraudes, faça bom uso da tecnologia. Ela está aí para isso.

Conclusão:

A Black Friday está se aproximando e se você ainda não se planejou ainda dá tempo. Por isso, apresentamos 5 tecnologias que vão te ajudar a vender mais na Black Friday. 

Portanto, mostramos que você deve apostar em chatbots e investir em plataformas de gestão de estoque e logística. 

Além disso, para atrair os clientes você precisa produzir conteúdo de qualidade. Mas para que ele chegue aos seus clientes, deve utilizar técnicas de SEO. Desta forma, seguindo as dicas deste artigo, você vai aumentar as suas chances de vender mais na Black Friday. Assim, aposte em todas elas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

luis-marumo