O que é taxa MDR, como ela impacta seu negócio e como se livrar dela?

A taxa MDR é uma taxa aplicada às transações com cartão de crédito que impactam diretamente os negócios. Mesmo assim, o cartão de crédito é uma das formas de pagamento mais utilizadas pelos brasileiros.

O Brasil encerrou 2020 com um total de 134 milhões de cartões de crédito ativos. E, segundo a agência Brasil, no primeiro trimestre de 2021, 53% das transações foram feitas com cartões de crédito, o que equivale a R$ 371,3 bilhões.

Esses dados são  muito relevantes, ainda mais quando se sabe que a taxa MDR no Brasil é uma das mais altas do mundo! Mesmo assim, pode-se perceber que esse percentual de compras através do cartão tende a aumentar

E a adesão a novas opções de pagamento em que não há incidência de taxa MDR é um dos grandes influenciadores nesse sentido. Na verdade, essas modalidades de pagamento já estão sendo bastante usadas e são a grande aposta em termos de formas de pagamento para os próximos anos.

Apesar disso, as maquininhas de cartão e as compras online seguem sendo utilizadas e por isso é importante entender o que é a taxa MDR, como ela impacta seu negócio e como se livrar dela

Para descobrir todas essas respostas, confira o nosso artigo!

O que é taxa MDR?

O Brasil está entre os países que possuem os maiores percentuais de taxa MDR, variando entre 3% e 5%. Por exemplo, se o MDR for de 5%, a cada R$ 1000 em compras, R$ 50 é retido pela credenciadora, caso não haja incidência de outras taxas na operação. 

Portanto, a taxa MDR (Merchant Discount Rate) é uma taxa administrativa que empresas pagam para as credenciadoras das máquinas de cartão para que elas aceitem pagamentos através de cartões de crédito e débito. 

Assim, todas as transações sofrem a incidência da taxa MDR. Além disso, a taxa incide tanto em vendas físicas quanto online. Além disso, o valor da taxa MDR é diluída entre todos os envolvidos na rede de pagamentos, mas com porcentagens diferentes.

Como a taxa MDR impacta seu negócio?

Como apresentamos acima, a taxa MDR é um custo usado para remunerar os agentes envolvidos em todas as transações com cartão. Por isso, ela tem um grande impacto em seu negócio. 

Dessa forma, como a taxa MDR é diluída entre todos os envolvidos em uma transação com cartão, cada uma das partes arca com um percentual dessa taxa.

Sendo assim, quando o lojista faz uma venda através de cartão, o valor que é creditado a ele é composto pelo valor do produto menos a taxa MDR. Para entender melhor como funciona a cobrança da taxa, conheça os envolvidos numa transação com cartão.

Quem são os agentes envolvidos em uma transação com cartão?

Os agentes envolvidos em uma transação com cartão são os credenciadores, as bandeiras de cartão e os emissores ou bancos. Saiba mais sobre cada um deles.

  • Adquirentes ou credenciadores: são eles que tornam possível que os lojistas realizem vendas através de cartão, tanto através da maquininha como de forma online. Além disso, cabe aos credenciadores processar e liquidar as transações feitas por cartão.
  • Bandeiras de cartão: são elas que regulam o uso do cartão. Portanto, conectam credenciadores aos emissores (ex: Visa, Mastercard, Elo).
  • Emissores: são as instituições que fornecem os cartões, de crédito ou débito, aos portadores.

Veja abaixo como essas três entidades se envolvem no processo de uma transação com cartão.

Etapas de uma transação com cartão de crédito

Toda vez que ocorre uma transação através de cartão de crédito, o credenciador processa e transmite as informações da transação para a bandeira do cartão. Por sua vez, a bandeira verifica junto ao banco o limite de crédito disponível do cliente para aprovar ou não a transação.

Após um período de 30 dias da compra, o banco repassa o valor para a credenciadora, que então, repassa os recebíveis para o varejista. Mas para compras parceladas, o valor é repassado mensalmente, conforme o número de parcelas ajustadas entre comprador e lojista. No entanto, este último pode escolher por antecipar o recebimento de suas parcelas.

Porém, para transações digitais através de um intermediador de pagamentos, cabe a ele receber o valor da credenciadora e repassar ao lojista. Sendo assim, os percentuais da taxa MDR são amortizados no decorrer desse processo.

O que compõe a taxa MDR?

O MDR é uma taxa formada a partir de outras 3 taxas percentuais que são diluídas entre os diferentes agentes envolvidos em uma transação via cartão. Assim, as 3 taxas são: a taxa de intercâmbio, a taxa da bandeira e a taxa de processamento

Descubra o que elas significam e como influenciam a taxa MDR.

Taxa de intercâmbio

A taxa de intercâmbio ou interchange é uma tarifa que a bandeira paga aos bancos. Além disso, ela corresponde a maior parte da MDR por conta do risco de oferecer um limite de crédito ao portador.

Portanto, quanto maior é o risco da transação, mais alto é a taxa de intercâmbio que pode variar de acordo com os seguintes critérios:

  • Tipo de cartão utilizado (classic, gold, platinum, etc);
  • Tipo de transação (débito, crédito à vista ou crédito parcelado);
  • Segmento do estabelecimento comercial (Merchant Category Code).

Fee da bandeira

O Fee da bandeira ou taxa da bandeira é a taxa que o emissor e a credenciadora pagam à bandeira do cartão e tem um percentual menor na composição da taxa MDR. Assim, trata-se de uma taxa que a bandeira do cartão recebe por garantir acordo de pagamentos e a comunicação entre a credenciadora e o emissor.

Net MDR

O Net MDR ou taxa de processamento é a última taxa que compõe a taxa MDR e é ela que remunera a credenciadora pelo processamento e pagamento da transação. Assim, ela é deduzida quando o emissor repassa o valor para credenciadora e essa, por sua vez, repassa ao lojista. 

Quando a transação ocorre através de um intermediador, a credenciadora abate essa taxa antes de pagar ao intermediário. Além disso, os impostos cobrados pelo governo como PIS (Programa de Integração Social), Cofins (Contribuição para financiamento da Seguridade Social) e ISS (Imposto sobre Serviços) são abatidos do Net MDR.

Logo, depois de entender a complexa estrutura de pagamentos e todo o percurso da transação, é possível ter uma ideia de porque o Brasil tem uma das mais altas taxas MDR do mundo. Apesar disso, essas entidades garantem a segurança, agilidade e combate a fraudes.

Portanto, a taxa que as operadoras de cartões cobram influenciam diretamente no preço final que é cobrado do consumidor. Diante do complexo cenário econômico atual, é preciso procurar outras soluções de pagamento para reduzir o valor final dos produtos.

Sendo assim, descubra abaixo se é possível se livrar da taxa MDR e como fazer isso.

Como se livrar da taxa MDR?

Muitos lojistas procuram saber como se livrar da taxa MDR e oferecer preços mais convidativos aos seus clientes . Mas, sejamos diretos: não há como se livrar da taxa MDR ao usar maquininhas de cartão comuns. 

Uma opção cada vez mais adotada por lojistas é repassar a taxa do cartão para o cliente, prática permitida por lei desde 2017 como uma forma de aumentar a rentabilidade sobre as vendas e, consequentemente, manter a boa saúde financeira no negócio. 

Porém, existem outras formas de pagamento em que não há incidência de taxa MDR. Assim, uma opção de se livrar da taxa MDR é aderir ao pagamento através de QR Code, por exemplo.

O QR Code (Quick Responde Code) é um código de barras que possui leitura simples e rápida. Por isso, é muito utilizado como forma de pagamento em diversos países, como: China, Japão, Holanda, entre outros.

Assim, este tipo de pagamento é tendência e segundo o estudo da Juniper Research, em 2020 1,5 bilhão de pessoas usaram esse tipo de pagamento. No entanto, a estimativa é que, até 2025, 2,2 bilhão de pessoas utilizem essa opção de pagamento.

Já no Brasil, 35% das pessoas já utilizam o QR Code para realizar seus pagamentos e esse percentual deve aumentar por conta do sistema de pagamentos instantâneos (PIX).

Diante disso, o PIX já é utilizado por mais de 30% das pessoas, segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos). E alguns bancos já disponibilizam a opção de receber pagamentos via PIX utilizando parcelamento através de cartão de crédito.

Gostou deste conteúdo? Não deixe de conferir também:

5 despesas que sua empresa não deveria estar pagando

Vender parcelado: descubra se vale a pena para seu negócio

Bitributação: o que é e como descobrir se acontece na sua empresa

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.